Arquivo do blog

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Post Comemorativo 6 - La Grande Vallée

Olá, pessoal!



HOJE
COMPLETAMOS 6 MESES

E para comemorar esta data em grande estilo, o post de hoje é sobre um recanto especial em Itaipava - RJ, chamado "La Grande Vallée", que guarda muitas memórias da passagem dos ases da aviação francesa pela região, inclusive do piloto e escritor Antoine Saint-Exupéry, 
autor da obra O Pequeno Príncipe.


Há 3 anos, Itaipava entrava para a minha lista de pesquisas, no entanto, as informações obtidas naquela época foram insuficientes. Em 2015, pude visitar a região e conhecer de perto as memórias desse lugar mágico!

No início, o local chamava-se "Fazenda São José do Magé e Ribeirão", tendo como proprietário o Sr. Bernardo Wickers Jr. Em 1912, a fazenda foi vendida para o Sr. Augusto de La Roque. 
O novo dono, que era aviador, costumava receber alguns amigos (também pilotos do Correio Aéreo Francês), entre eles, os experientes Jean Mermoz e Marcel Reine.

E não é para menos o número considerável de visitas ilustres! Itaipava está localizada entre vales e montanhas, possui uma beleza natural exuberante, além da proximidade com a capital, Rio de Janeiro. 
A região, que é cercada pela Mata Atlântica, faz parte de uma área de preservação ambiental, fiscalizada pelo IBAMA. Lá é possível encontrar árvores nativas de diversas espécies, como: Pau-brasil, Jacaré, Pinheiro, Quaresmeira, Sibipiruna, Mulungu, Paineira, entre outras. As maritacas, andorinhas, canários, pica-paus, bem-te-vis, tico-ticos, saíras, trinca-ferros, sanhaços, bem como esquilos, lagartos, cobras, gambás, tatus, ouriços e jacús; e claro, suas duas belas cachoeiras, compõem a magia do lugar.



Os aviadores franceses gostavam do clima fresco da montanha e de fazer longas cavalgadas pelo vale e proximidades, tanto que o piloto Marcel Reine resolveu comprar a propriedade dos herdeiros de Augusto de La Roque, em 1934. 
Em homenagem a sua terra natal, Reine apelidou a fazenda de "La Grande Vallée". O local tornou-se um recanto para ele e seus convidados, inclusive para seu camarada Antoine Saint-Exupéry e alguns intelectuais brasileiros da época, como Alceu Amoroso Lima e Augusto Frederico Schmidt.

Durante as paradas entre um voo e outro, os amigos pilotos descansavam na propriedade de Marcel, em vez de usar o alojamento da base aérea do Campo dos Afonsos (RJ), já que a fazenda possibilitava maior privacidade e conforto (apesar da precariedade da iluminação e da estrada). Para ter acesso a região (Rio de Janeiro - Itaipava) era usado automóvel ou trem Maria Fumaça, passando por dentro da cidade imperial, Petrópolis. Para chegar a La Grande Vallée era usado automóvel ou carro de boi, pois na época, a estrada era de difícil acesso durante os períodos de chuva.

Em 1938, Marcel Reine foi transferido e passou a atuar em outra região, na linha Natal-Dacar. Chegou a voltar para a Europa, mas morreu em 1942, tendo seu avião abatido por engano, durante a Segunda Guerra Mundial.

Em 1939, a fazenda foi vendida para a família do atual proprietário, José Augusto C. Wanderley, que hoje zela minuciosamente pela preservação das memórias da passagem dos aviadores franceses pela região, tornando-se responsável pelo, digamos, santuário do Pequeno Príncipe. Seu acervo possui diversos documentos, fotos, recortes jornalísticos, obras literárias e objetos decorativos relacionados a obra, ao escritor e ao antigo dono. 

Além da beleza natural, a residência possui um jardim com várias espécies de flores, entre elas: bromélias, azaleias, hibiscos, flamboyants, bougainvilles, jasmins, cedrinhos, margaridas, hortênsias, antúrios e rosas. Quem tem a honra de conhecer La Grande Vallée, pode ainda contemplar uma fonte de pedras, decorada com um painel de azulejos ilustrando O Pequeno Príncipe, com a seguinte frase: 

"o que torna belo o deserto é que ele esconde um poço nalgum lugar"

A fonte foi restaurada no ano 2000, com apoio da Prefeitura de Petrópolis e da FIRJAN (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro), em comemoração ao centenário de Saint-Exupéry (1900-1944). Uma placa comemorativa foi instalada na praça em frente a fonte, que passou a se chamar Lourival Cavalcanti Wanderley (pai de José Augusto), com a seguinte frase: 

"Homenagem ao escritor e aviador no centenário de seu nascimento, marcando sua passagem pelo Vale do Ribeirão, La Grande Vallée nas décadas de 30 e 40, para orgulho das terras de Itaipava."


Em 2014, o local foi palco de mais uma recepção especial, agora dos membros do "Raide Latécoère 2014" (pilotos que realizam voos de longo percurso, refazendo as escalas da Aéropostale - Correio Aéreo Francês). O evento recebeu apoio da Prefeitura de Petrópolis, do MUSAL (Museu Aeroespacial - RJ) e da tradutora e pesquisadora Mônica Cristina Corrêa (representante oficial da Succession Saint-Exupéry em SC, representante da Fondation Raid Latécoère e presidente da AMAB - Associação Memória da Aéropostale no Brasil). Mônica foi responsável  pelo planejamento/coordenação/execução das ações em terras brasileiras, inclusive tendo acompanhado os pilotos nas cidades de Pelotas (RS), Florianópolis (SC), Santos (SP) e Natal (RN) - lugares que funcionaram como posto da companhia área francesa.

Apesar de a fazenda ainda não fazer parte do roteiro turístico da região, há um projeto junto à Prefeitura e a Diretoria de Cultura e Turismo de Petrópolis, para que futuramente o local possa se tornar um atrativo turístico. 

José Augusto C. Wanderley é formado em Administração. 
Além de publicitário e jornalista, ele é um admirador de temas relacionados à História, representante da AMAB no Rio de Janeiro e adepto a prática de colecionismo. Dentre algumas de suas coleções particulares, a que mais se destaca é sem dúvidas a "La Petite Galerie de Jouetes", com mais de 5 mil peças, entre elas: miniaturas de automóveis, ônibus, trens (Lionel, Diesel e Maria Fumaça), lanchas, aeronaves, maquete, posters, quadros, bonés, camisetas, livros, credenciais, inclusive uma boa parte do acervo é dedicado à Ferrari, sua equipe de automobilismo favorita.

A história de Itaipava e seus ilustres visitantes só pôde ser contada com tantos detalhes, principalmente por causa da contribuição de duas pesquisadoras: Daura Barbosa de Resende (responsável por colher testemunhos e reunir documentos históricos durante muitos anos) e Mônica Cristina Corrêa (responsável por difundir para o mundo as memórias do lugar e incentivar a preservação), ambas contribuindo para o enriquecimento cultural da região e das futuras gerações.




Gratidão a cada um(a) que contribuiu para que o blog se fortalecesse durante esses seis meses!
Que venham outros inúmeros semestres de bençãos!

Beijão, até a próxima!




Fontes da pesquisa: 

Guia de Itaipava
Acontece na Serra do Rio
Prefeitura de Petrópolis
AMAB - Associação Memória da Aéropostale no Brasil 
Saint-Exupéry, o Zeperri
Le Petit Prince Oficialle
Tribuna de Petrópolis
Tribuna de Itaipava
Diário de Petrópolis
G1 - Região Serrana
O Globo
Revista Época
Revista MultiStar
Revista Casa & Campo

Colaboração e agradecimentos: José Augusto C. Wanderley.








sábado, 9 de janeiro de 2016

Volta às aulas com O Pequeno Príncipe!

Olá, pessoal!
Depois das férias merecidas, a volta às aulas e ao trabalho é inevitável, não é mesmo?


O post de hoje vai dar aquela forcinha para quem ainda não entrou no ritmo de 2016, mostrando que vale investir em agradinhos que vão fazer a gente contar os dias para usar os cadernos, agendas, e todo tipo de produtos de papelaria, e claro, deixar nosso dia a dia mais organizado e charmoso.

Se você não conhecia, vem comigo conhecer a linha de produtos do Pequeno Príncipe!

Agenda permanente Jandaia 
(Disponível no Submarino, Americanas, Belas Artes Papelaria)

Caderno cartografia e caderno universitário Jandaia
(Disponível na Belas Artes Papelaria)
Etiquetas de identificação
(Disponível na Saraiva)


Agendas, cadernetas com e sem pauta,  fichário e cadernos brochura
(Disponível na Saraiva)
                     
Cadernos universitários, pedagógico e cartografia
(Disponível na Papelaria Fantasia)

Cadernos, blocos de anotações, agendas e marcadores de páginas 
(Disponível na Teca Produtos de Papelaria)


Cada item mais lindo que o outro!
Será que já tem alguém aí contando os dias para voltar as aulas? 

Beijão, até a próxima!









quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Férias: Diversão borbulhante!

Olá, pessoal!

Período de férias dá aquela preguiça e ao mesmo tempo a sensação de que não se tem nada para fazer, não é mesmo?

Seja adulto ou criança, nessas horas todo mundo recorre ao celular para dar uma olhadinha nas redes sociais e jogar algum game novo. Bom, o nosso Pequeno Príncipe não poderia ficar de fora desse tipo de diversão! 

No Google  Play, vocês podem baixar gratuitamente o aplicativo "O Pequeno Príncipe Bubble Pop", baseado no filme.  Fácil de jogar (pelo menos nas primeiras fases hehehe), ele dispara bolhas com diferentes tipos de impulsão. Atualmente possui quatro mapas em 3D (asteroide B612, cidade, deserto, quintal do aviador). São mais de 70 níveis, personagens, animações e gráficos do filme. Compatível com smartphones e tablets.

Lembrete: Sempre há atualizações no jogo! Na versão atual, o asteroide 325 (planeta do Rei) será o próximo mapa a abrir.




Para baixar, Clique aqui!

Ótimas férias e muita diversão para todos!
Beijão, até a próxima!